Destaques

UNESCO cria conceito de “Capital Mundial da Arquitetura”

Título será dado, a cada três anos, às sedes dos Congressos da União Internacional dos Arquitetos

O sonho da nomeação trienal da “Capital Mundial da Arquitetura” acaba de se transformar em realidade. A UNESCO aprovou o plano da União Internacional dos Arquitetos (UIA) para que as cidades sedes de seus Congressos Mundiais passem a ser denominadas “UIA/UNESCO World Capital of Architecture”. O anúncio foi feito pelo recém eleito presidente da UIA, Thomas Vonier, que destacou o empenho do ex-presidente Esa Mohamed para a viabilização da ideia.

A partir dessa decisão, é possível que o Rio de Janeiro, sede do 27o. Congresso Mundial de Arquitetos, venha ser a primeira “Capital Mundial da Arquitetura”.

Para o arquiteto e urbanista Sérgio Magalhães, ex-presidente do IAB/DN, agora coordenador da Comissão Organizadora do UIA.2020.RIO, “a reafirmação pela UNESCO do reconhecimento da Arquitetura como elemento cultural já tem um significado enorme para diversos países e, para o Brasil, em particular, se confirmada a nomeação do Rio de Janeiro como a primeira Capital Mundial da Arquitetura, a repercussão será muito positiva”.

Nivaldo Andrade, recém empossado presidente do IAB/DN, afirma que, se oficializada a primazia do Rio, “será uma feliz coincidência, pois a cidade foi também a primeira a receber da UNESCO o título de paisagem cultural urbana em razão das relações peculiares entre a cidade e a natureza”. Da mesma forma, o título ajudaria a valorizar a Arquitetura junto à sociedade brasileira, respaldando a pauta das entidades nacionais do setor.

Roberto Simon, vice-presidente da UIA para as Américas, afirma que a perspectiva do Rio assumir o título “significa atrair as atenções para uma cidade que se abre para o mundo, com todas as suas características boas e ruins. Esse grande laboratório urbano vai ficar exposto para o mundo por mais tempo do que o evento em si’.

Para Haroldo Pinheiro, presidente do CAU/BR, a decisão da UNESCO é auspiciosa porque possibilitará uma maior exposição da Arquitetura e do Urbanismo no cenário cultural e científico mundial, visibilidade esta hoje dispersa em diversos eventos internacionais. “Sem dúvida a Arquitetura e  a Humanidade só têm a ganhar com a decisão”.

Fonte: CAU/BR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS

Escritório cearense vence o Prêmio ArchDaily Brasil Obra do Ano 2024

CAU/CE representado na Conferência Trienal de Fiscalização do CAU/BR

CAU/CE promove minicurso “Marketing digital para arquitetos(as)”

Skip to content