Artigos

EDITAL: Prefeitura de Fortaleza lança Licitação para a construção de 30 Microparques

Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Ceará (CAU-CE) destaca a importância da iniciativa para a requalificação dos espaços urbanos | Foto: divulgação/Ascom/CAU

A Prefeitura de Fortaleza lançou, recentemente, um edital de licitação para a construção de 30 microparques na cidade. A iniciativa tem recuperado espaços urbanos abandonados na capital cearense e agrada o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Ceará (CAU/CE).

O presidente do Conselho, Lucas Rozzoline, explica que os microparques são implantados em pequenos espaços livres tais como lotes urbanos inutilizados, terrenos baldios ou mesmo sobra de terrenos e proporcionam a revitalização de espaços públicos.

O modelo implementado pela prefeitura busca ainda aproveitar ao máximo os elementos naturais já existentes na área, como a vegetação, por exemplo, além de evitar o uso de concreto e outros materiais industrializados, a fim de reduzir custos de implantação. “Com a readequação desses espaços, além da limpeza e iluminação, ela também recebe brinquedos, bancos, lixeiras, quadras de areia e paisagismo, colaborando na redução da sensação térmica e da qualidade do ar”, destaca.

Segundo o arquiteto e urbanista Lucas Rozzoline, o ideal seria que mais parques fossem implantados nos bairros. “Temos muitas áreas verdes inexploradas, terrenos com construções abandonadas que poderiam ser melhor aproveitados por toda a comunidade”, afirma.

 

 

Fortaleza conta hoje com 25 parques urbanos espalhados nos bairros da capital. De acordo com a Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (SEUMA), 14 dos parques estão situados no entorno de lagoas. Também chamados de pracinhas, esses equipamentos permitem a integração das pessoas e da própria cidade com o meio ambiente, além de outros benefícios.

 

Pandemia

O presidente do CAU/CE salienta, ainda, que a pandemia da Covid-19 mudou a forma como as pessoas enxergavam as cidades e interagiam com o espaço público. “Agora, os ambientes ao ar livre ganharam uma nova importância por serem mais espaçosos, abertos e, por consequência, mais seguros por diminuir o risco de transmissão do coronavírus. É indiscutível que é preferível utilizar praças e parques para fazer atividades físicas ao ar livre do que academias fechadas com ares-condicionados, assim como é mais seguro passear com crianças em praças do que em shoppings, por exemplo”.

 

Pesquisa

Uma pesquisa realizada pelo Programa USP Cidades Globais em maio do ano passado, avaliou a expectativa da população após a flexibilização da quarentena. A pesquisa questionou, ainda, quais espaços o entrevistado pretendia frequentar após a flexibilização da quarentena. Os locais que mais se destacaram foram praças e áreas verdes, mencionados por 90,8% das pessoas, e praias, citadas por 82%. Das pessoas que responderam ao questionário, 86% afirmaram sentir falta de estar em áreas verdes. “A pesquisa responde claramente a necessidade que as pessoas sentem da existência de mais parques nas cidades”, finaliza a conselheira do CAU/CE Denise Sá.

 

Sobre o Edital

A Prefeitura de Fortaleza lançou, por meio da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (SEUMA), o edital de licitação para a contratação de empresa ou consórcio para a prestação de serviços técnicos especializados para elaboração e posterior instalação de projetos de 30 Microparques Urbanos no município.

As propostas deverão ser entregues até o dia 10 de março de 2022, às 10h de forma presencial, na sede da Central de Licitações (Av. Heráclito Graça, 750 – Centro). Os licitantes devem ler as instruções, formulários, termos e especificações do edital, de modo a incluir todas as informações e documentações exigidas.

Edital

A iniciativa faz parte do Projeto Fortaleza Cidade Sustentável, cujo financiamento é do Banco Mundial, e que critérios para a execução dentro do perímetro da ação como áreas públicas em bairros adensados, localizados prioritariamente nas Zonas Especiais de Interesse Social (ZEIS) da vertente marítima e do entorno do Parque Rachel de Queiroz, dentre outras características.

 

Fonte: Portal Terra da Luz e Prefeitura Municipal de Fortaleza

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso gratuito da ABNT no CAU/CE

Arquiteto(a) e Urbanista deve fazer RRT ao realizar atividades técnicas de Arquitetura e Urbanismo

Chamamento Público: CAU/CE busca parcerias para a EXPOCONSTRUIR Nordeste 2024

Skip to content