Nota Pública

Nota de posicionamento: “Arquitetura é hostil?”

Diante da publicação realizada pelo jornal O Povo em que descreve o termo “arquitetura hostil” em sua matéria, o CAU/CE destaca e deixa claro que um dos principais objetivos da arquitetura é abrigar e fortalecer as relações humanas. Nesse sentido, associar a termo “hostil” à arquitetura, seria indevido e injusto com os (as) profissionais dessa área, pois é exatamente o oposto ao que esse ofício se presta.

Reconhecemos as cidades e a arquitetura como registro histórico e reflexo da condição humana. Assim, a adoção dessas estratégias que tornam os espaços públicos inóspitos afim de afastar as pessoas em situação de rua, denunciam desde a falta de empatia, à ineficiência das políticas de Assistência Social.

Cabe à arquitetura fazer parte da solução e não ser responsabilizada por este problema multifatorial. O CAU/CE está atendendo às demandas e reafirma que a maior missão do(a) arquiteto(a) é, através do espaço construído, comunicar e promover o bem estar da sociedade!

 

Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Ceará.

2 respostas

  1. Sim, a Arquitetura não pode ser classificada como hostil, ela é Produto da genealidade humana. Assim, quem é hostil é o Produtor de uma obra que não traz a elevação da relação humana. Cabe a nós seres humanos apontar para o nosso semelhante o quanto ele se distancia da genealidade humana e produz elementos que tornam inóspita a vida dos demais semelhantes.

  2. Absolutamente de acordo com a resposta do Conselho de Arquitetura, pois somos parte da solução e não da criação do problema.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS

3º CICLO DE DEBATES: MULHERES, ARQUITETURA E CIDADE

CINPAR 2024: arquitetos(as) e urbanistas registrados(as) no Conselho tem DESCONTO em inscrições.

CAU na Estrada em SOBRAL: dias 20 e 21 de fevereiro.

Skip to content