Destaques

Sinaenco apresenta estudo sobre os impactos da norma de desempenho no setor da Arquitetura e Engenharia consultiva

O Sindicato da Arquitetura e da Engenharia – Sinaenco -, por meio do seu presidente nacional José Roberto Bernasconi, destaca a ampliação de negócios voltados para profissionais e empresas que atuam nos segmentos da construção da habitação em todo o país, por meio da vigência da NBR 15575:2013.

O atendimento à norma ABNT NBR 15575:2013 já é aplicável a todos os projetos de edificações habitacionais protocolados nas prefeituras a partir de 19 de julho de 2013. Com isso, os projetistas, construtores, incorporadores e fabricantes de materiais têm a responsabilidade de garantir o desempenho estabelecido pela norma.

Juntamente com a perspectiva de melhoria da qualidade e durabilidade das unidades habitacionais, o novo regramento trouxe inúmeras dúvidas, muitas das quais ainda não esclarecidas, a respeito da divisão ou do compartilhamento das responsabilidades e obrigações advindas.

Assim, o Sinaenco reuniu representantes do sindicato e de entidades técnicas profissionais e empresariais ligadas à Arquitetura e Engenharia Consultiva, relacionadas com a produção de empreendimentos habitacionais para, através de um debate amplo e aberto, ampliar a compreensão do setor sobre os possíveis impactos da Norma de Desempenho nas atividades da Arquitetura e Engenharia consultiva.

O estudo é o primeiro produto elaborado pelo Grupo de Trabalho e tem por objetivo conscientizar os profissionais e as empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva sobre as mudanças que estão sendo implementadas, bem como, fornecer subsídios para um melhor entendimento da NBR 15575:2013, mitigando futuros riscos técnicos, administrativos e jurídicos e, assim, contribuir para a melhoria da qualidade e durabilidade dos produtos habitacionais.

As análises seguem, e em outras etapas distintas, o Sinaenco pretende interagir com os demais atores da Cadeia Produtiva da construção habitacional, os quais já foram convidados a participar dos novos fóruns de debates que, certamente, poderão esclarecer as dúvidas remanescentes, ajustar as regras de participação de cada ente envolvido e viabilizar o sucesso da Norma de Desempenho, cujo objetivo é oferecer à sociedade moradias com maior durabilidade, segurança, conforto térmico e acústico, em resumo, melhor qualidade de vida para o usuário final, o cidadão brasileiro.

Para fazer o download completo do relatório, clique aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS

Escritório cearense vence o Prêmio ArchDaily Brasil Obra do Ano 2024

CAU/CE representado na Conferência Trienal de Fiscalização do CAU/BR

CAU/CE promove minicurso “Marketing digital para arquitetos(as)”

Skip to content